Voltar para a lista de cursos

nutricao

 Informações Gerais 

    

Regime escolar: Semestral
Turno de funcionamento: Noturno
Integralização Curricular
Modalidade: Bacharelado – Presencial
Tempo previsto: Mínimo 08 semestres e Máximo: 16 semestres
Carga horária total: 3323 horas

 Perfil do Egresso 

   

Conforme as Diretrizes Curriculares do Curso de Nutrição, e respeitando o código de ética aprovado pelo Conselho Federal de Nutrição (Resolução CFN n° 141, de 1993, de 1° de outubro de 1993), o Curso de Graduação em Nutrição da UninCor tem como perfil do formando egresso/profissional, um Nutricionista com formação generalista, humanista e crítica. Capacitado a atuar na atenção à saúde, com liderança, capacidade de tomar de decisões e buscando a educação continuada, visando à segurança alimentar e à atenção dietética, em todas as áreas do conhecimento em que alimentação e nutrição se apresentem fundamentais para a promoção, manutenção e recuperação da saúde. Visa também à prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais. O futuro profissional em Nutrição deve, portanto, contribuir para a melhoria da qualidade de vida, pautado em princípios éticos, com reflexão sobre a realidade econômica, política, social e cultural da região em que está inserido. 

 Objetivos 

Formar o egresso em Nutrição capaz de relacionar de forma ética e responsável, todo o processo saúde-doença do cidadão, da família e da comunidade, integrado à realidade epidemiológica e profissional, proporcionando a integralidade das ações do cuidar em nutrição.  

 Habilidades e Competências 

A UninCor tem como objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades específicas:

  1. Aplicar conhecimentos sobre a composição, propriedades e transformações dos alimentos e seu aproveitamento pelo organismo humano, na atenção dietética.
  2. Contribuir para promover, manter e ou recuperar o estado nutricional de indivíduos e grupos populacionais.
  3. Desenvolver e aplicar métodos e técnicas de ensino em sua área de atuação.
  4. Atuar em políticas e programas de educação, segurança e vigilância nutricional, alimentar e sanitária visando a promoção da saúde em âmbito local, regional e nacional.
  5. Atuar na formulação e execução de programas de educação nutricional; de vigilância nutricional, alimentar e sanitária.
  6. Atuar em equipes multiprofissionais de saúde e de terapia nutricional.
  7. Avaliar, diagnosticar e acompanhar o estado nutricional; planejar, prescrever, analisar, supervisionar e avaliar dietas e suplementos dietéticos para indivíduos sadios e enfermos.
  8. Planejar, gerenciar e avaliar unidades de alimentação e nutrição, visando a manutenção e ou melhoria das condições de saúde de coletividades sadias e enfermas.
  9. Realizar diagnósticos e intervenções na área de alimentação e nutrição considerando a influência sócio-cultural e econômica que determina a disponibilidade, consumo e utilização biológica dos alimentos pelo indivíduo e pela população.
  10. Atuar em equipes multiprofissionais destinadas a planejar, coordenar, supervisionar, implementar, executar e avaliar atividades na área de alimentação e nutrição e de saúde.
  11. Reconhecer a saúde como direito e atuar de forma a garantir a integralidade da assistência, entendida como conjunto articulado e contínuo das ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, exigidos para cada caso em todos os níveis de complexidade do sistema.
  12. Desenvolver atividades de auditoria, assessoria, consultoria na área de alimentação e nutrição.
  13. Atuar em marketing em alimentação e nutrição.
  14. Exercer controle de qualidade dos alimentos em sua área de competência.
  15. Desenvolver e avaliar novas fórmulas ou produtos alimentares visando sua utilização na alimentação humana.
  16. Integrar grupos de pesquisa na área de alimentação e nutrição.
  17. Investigar e aplicar conhecimentos com visão holística do ser humano integrando equipes multiprofissionais.

 Formas de Avaliação 

A Avaliação do Rendimento Acadêmico se dá a partir de dois aspectos: o aproveitamento escolar e assiduidade.

Quanto ao aspecto da assiduidade, permanece a exigência legal, já conhecida por todos: é considerado aprovado o aluno com frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária prevista para cada componente curricular.

Quanto ao aspecto da avaliação do aproveitamento, em termos de aprendizagem, ficam instituídas as seguintes modalidades de avaliações:

VA - Verificação de Aprendizagem – trata-se de avaliação individual, escrita e/ou prática observada a natureza do componente curricular, referente ao conteúdo programático cumulativo, prevista em calendário específico.

OAt -Outras Atividades – obtida por meio de verificação do rendimento do aluno em atividades (individual ou em grupo), de investigação (pesquisa, iniciação científica, práticas investigativas), de extensão, trabalhos de campo, seminários, resenhas, fichamentos e outras formas de verificações previstas no Plano de Ensino do Professor, respeitado o Calendário Acadêmico, traduzidas em notas. No caso de trabalho em grupo, deverá ser considerado o desempenho individual de cada aluno.

VS – Verificação Substitutiva – avaliação escrita com conteúdo cumulativo, referente a todo o semestre letivo, ofertada ao aluno que a requerer, destinada a substituir apenas uma (01) das VAs perdida pelo mesmo.

VF – Verificação Final – avaliação escrita com conteúdo cumulativo referente a todo o semestre letivo, ofertada após o encerramento do semestre letivo, ao aluno que a requerer, desde que o resultado obtido nas avaliações anteriores tenha sido inferior a 60 pontos e igual ou maior que 40.

Pontuação e Critérios para Apuração da Avaliação do Rendimento Escolar

As VAs – Verificações de Aprendizagem serão em número de três (03) no semestre letivo, em cada componente curricular e com as seguintes pontuações:

•           VA 1 = 15 pontos

•           VA 2 = 25 pontos

•           VA 3 = 35 pontos

As OAts – Outras Atividades terão o valor total de 25 pontos, os quais poderão ser distribuídos em várias atividades, a critério do professor do componente curricular.

A apuração dos resultados da avaliação da aprendizagem é assim processada:

•           NS – Nota Semestral – resultado obtido pelo somatório das VAs (Verificações de Aprendizagem) + OAt -Outras Atividades.

•       RF – Resultado Final – é o resultado da avaliação da aprendizagem obtido pelo aluno por meio da média aritmética simples entre os resultados da Nota Semestral (NS) e Verificação Final (VF), em cada componente curricular, cuja pontuação mínima de aprovação deve ser de 60 pontos.

As médias dos alunos serão calculadas de forma automática pelo Sistema Acadêmico, permitindo-se arredondamento.

 Autoavaliação 

A autoavaliação proposta para o Curso de Nutrição visa fornecer dados e informações para análise do funcionamento do mesmo, o que permite aferir resultados significativos, possibilitando a criação de alternativas educativas, não só em relação aos conhecimentos, mas, sobretudo, em relação às atividades e competências do futuro profissional que a Instituição pretende formar.

Para isso a Autoavaliação do Curso é uma avaliação processual nos vários períodos que envolvem o Curso para obtenção de informações nas diferentes dimensões, trabalhadas pela Coordenação do curso, com acompanhamento da CPA da IES, visando à dinamização do processo pedagógico, com a implementação das mudanças necessárias.

O processo auto-avaliativo do curso é realizado a cada semestre envolvendo a participação dos discentes, docentes e técnico-administrativos, com pesquisa on-line. O instrumento avaliativo contempla a avaliação da coordenação, do docente, do PPC, do pessoal técnico-administrativo e da infraestrutura do curso.

Serão etapas da autoavaliação do curso:

•           Definição de indicadores e fontes para a compreensão do diagnóstico.

•           Definição dos instrumentos a serem utilizados.

•           Desenvolvimento da autoavaliação.

•           Identificação de problemas e conquistas.

•           Identificação de soluções.

•           Divulgação e discussão dos resultados.

•           Elaboração de Plano de Ação.

•           Acompanhamento / Controle.    

 Formas de Acesso  

Enem

A modalidade de ingresso via ENEM se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A modalidade de acesso via ENEM contemplará os candidatos que quiserem utilizar sua nota de um dos 4 últimos exames aplicados do ENEM. O candidato deverá informar o ano de realização do ENEM e a nota obtida na redação, que será validada automaticamente pelo sistema.

Provas On-line

A modalidade de ingresso via prova online está disponível para todos os cursos de graduação ofertados, tanto presenciais como a distância. A Prova Online é composta de uma prova de redação a ser realizada online que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório.

Provas Agendadas

A modalidade de ingresso via prova agendada se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A Prova Agendada é composta de uma prova de redação a ser realizada em data previamente escolhida pelo candidato que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório.

Vestibular Tradicional

A modalidade de ingresso via prova tradicional se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A Prova Tradicional é composta de uma prova objetiva de 30 questões de múltipla escolha e uma redação, que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório.