Voltar para a lista de cursos

logistica

  Informações Gerais 

    

Regime escolar: Semestral
Turno de funcionamento: Noturno
Integralização Curricular
Modalidade: Tecnologo – Presencial
Tempo previsto: 04 (quatro) semestres de integralização e período máximo para integralização de 08 (oito) semestres. 
Carga horária total: 1.866 horas 

 Perfil do Egresso 

   

O perfil desejado do egresso do Curso de Tecnologia em Logística é coerente com os seus objetivos, atendendo aos critérios de clareza em relação às necessidades profissionais e sociais, sendo compatível com Catálogo Nacional dos cursos de Tecnologia, de que o profissional seja um acadêmico formado para uma visão ampla das questões sócio econômicas, ambientais e éticas, apoiado em conhecimentos técnicos e científicos, com objetivo de gerenciar recursos ambientais.

 Objetivos 

Objetivos

O curso Superior de Tecnologia em Logística deve ensejar condições para que o tecnólogo esteja capacitado a compreender as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas da logística e de seu gerenciamento.

 Objetivo Geral

Formar profissionais empreendedores capazes de implementar, gerenciar, manter e desenvolver continuamente nas organizações o conjunto de práticas de Logística, apoiando e viabilizando o desenvolvimento sustentável local, regional e nacional.

Objetivos Específicos

  1. Formar profissionais da Logística capazes de compreender e atender plenamente as demandas empresariais;
  2. Desenvolver a consciência de que a formação profissional é um processo contínuo a ser atualizado, durante toda a existência humana;
  3. Contribuir para o desenvolvimento das pessoas e das relações humanas, oportunizando a inclusão social à luz de valores éticos e políticos;
  4. Possibilitar o desenvolvimento da autonomia, da criatividade e do senso crítico na formação do cidadão;
  5. Promover a inclusão, a inserção, o empreendedorismo, a participação na construção coletiva, o compromisso comunitário;
  6. Zelar pela efetivação dos princípios éticos e de responsabilidade social;
  7. Contribuir para a elaboração da cultura e a sua transmissão, procurando valorizar seu conteúdo à luz da realidade social;
  8. Promover a pesquisa;
  9. Incentivar o diálogo interdisciplinar, a integração entre os diversos ramos do saber, a reflexão crítica sobre os problemas humanos, a investigação da verdade;
  10. Cooperar no desenvolvimento social, econômico, cultural da região e/ou país;
  11. Cooperar com entidades públicas ou privadas, nacionais ou internacionais, na realização de pesquisas, na elaboração de projetos, e na prestação de serviços;
  12. Contribuir para o bem da comunidade regional, nos campos social, cultural e assistencial;
  13. Estender à comunidade local e regional, sob forma de cursos e/ou serviços, as suas atividades de ensino e os resultados da pesquisa;
  14. Divulgar trabalhos produzidos no seu ambiente acadêmico;
  15. Apresentar e desenvolver inovações;
  16. Proporcionar oportunidades de participação da comunidade interna e externa em programas de desenvolvimento comunitário e regional;
  17. Manter intercâmbio de informações com instituições congêneres, nacionais ou internacionais;
  18. Estabelecer planos, programas e projetos de pesquisa científica, produção artística e atividades de extensão.

 Habilidades e Competências 

Competências Gerais

  • Visão ampla e globalizada dos aspectos sociais, culturais, e administrativos relacionados as diferentes áreas de formação;
  • Saberes técnico/científico/profissional na seleção e processamento das informações e dos conhecimentos produzidos cientifica e culturalmente;
  • Autonomia e autoria do pensamento, tanto no conhecimento quanto nos processos e formas de aprendizagem;
  • Capacidade de decisão de modo lógico e criativo com argumentação necessária;
  • Compreensão do trabalho coletivo e em equipe como estratégia adequada ao equacionamento dos desafios que pautam o contexto social;
  • Capacidade profissional transformadora, capacidade de avaliar, avaliar-se e questionar a realidade social, apontando saídas para melhoria;
  • Inserção no contexto social, acompanhamento da evolução do conhecimento em sua área, comprometimento com o desenvolvimento regional e com as questões ligadas a sustentabilidade;
  • Domínio das tecnologias de informação e comunicação como ferramenta facilitadora e modernizadora no acesso ao desempenho das atividades profissionais;
  • Concepção da aprendizagem como um processo autônomo e contínuo, com vistas à formação continuada;
  • Capacitado para selecionar e produzir conhecimentos científicos, por critérios de relevância e rigor, validade e responsabilidade social e ambiental, de dignidade humana, participação, diálogo, solidariedade, isto e, no contexto dos valores coletivamente assumidos.

Competências Específicas

O egresso do Curso de Tecnologia em Logística da UninCor será capaz de:

  • Atuar como profissional dentro das organizações respeitando a conduta ética social e as relações interpessoais;
  • Identificar a função do transporte e o papel da circulação de bens e serviços, no âmbito internacional, nacional, regional e municipal;
  • Coordenar a logística do transporte e do tráfego, aplicando estratégias que compatibilizem recursos com demandas;
  • Coletar, organizar e analisar dados, aplicando modelos estatísticos e matemáticos, selecionando as variáveis e os indicadores relevantes, demanda, tempo, tarifas e fretes, custo de manutenção, velocidade e outros para a elaboração de estudos e projetos logísticos;
  • Gerir o tráfego, aplicar a legislação referente a logística, manipulação, armazenamento e transporte de cargas, identificando os organismos que as normalizam, no Brasil e no exterior;
  • Organizar e controlar a comercialização de transportes, marketing, atendimento a clientes e parceiros, negociação de fretes e orientação de usuários;
  • Reconhecer, identificar e interpretar as diretrizes do planejamento estratégico, identificando potencialidades para o mercado produtivo;
  • Interpretar resultados de estudos de mercado, econômicos ou tecnológicos, utilizando-os no processo de operação logística.

 Grade Curricular e Corpo Docente 

1º Período

Disciplinas Carga horária
Matemática 80
Teoria Geral da Administração 80
Sistema de Informações 80
Comunicação e Processo Científico 80
Projeto Integrador I (Empreendedorismo, Liderança, Criatividade e Inovação) 160

2º Período

Disciplinas Carga horária
Métodos Quantitativos 80
Gestão Empresarial 80
Economia e Finanças Empresariais 80
Desenvolvimento do Pensamento Filosófico 80
Projeto Integrador II (Responsabilidade Social, Educação, Étnico-racial) 160

3º Período

Disciplinas Carga horária
Gestão de Recursos Humanos 80
Contabilidade e Custos Aplicados 80
Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional 80
Logística I 80
Projeto Integrador III (Meio Ambiente e Sustentabilidade) 120
Trabalho de Conclusão de Curso I 40

4º Período

Disciplinas Carga horária
Logística II 80
Gestão de Manutenção de Frotas 80
Gestão de Centros de Distribuição e Tráfego 80
Tópicos Especiais 80
Projeto Aplicado a Operadores Logísticos 160
Trabalho de Conclusão de Curso II 40

Corpo Docente

Docente Lattes
Egrimar Lazaro dos Santos http://lattes.cnpq.br/0954316265909494
Lourival Eustáquio de Melo http://lattes.cnpq.br/5812657329064514
Luiz Antonio Andriatta Ayres http://lattes.cnpq.br/5351089490378994
Nivaldo da Silva http://lattes.cnpq.br/3782284923386528
Simone Rogers Bastos  
Thiago Mesquita Pereira http://lattes.cnpq.br/8346659023883562

 Formas de Avaliação

A Avaliação do Rendimento Acadêmico se dá a partir de dois aspectos: o aproveitamento escolar e assiduidade.

Quanto ao aspecto da assiduidade, permanece a exigência legal, já conhecida por todos: é considerado aprovado o aluno com frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) da carga horária prevista para cada componente curricular.

Quanto ao aspecto da avaliação do aproveitamento, em termos de aprendizagem, ficam instituídas as seguintes modalidades de avaliações:

VA - Verificação de Aprendizagem – trata-se de avaliação individual, escrita e/ou prática observada a natureza do componente curricular, referente ao conteúdo programático cumulativo, prevista em calendário específico.

OAt - Outras Atividades – obtida por meio de verificação do rendimento do aluno em atividades (individual ou em grupo), de investigação (pesquisa, iniciação científica, práticas investigativas), de extensão, trabalhos de campo, seminários, resenhas, fichamentos e outras formas de verificações previstas no Plano de Ensino do Professor, respeitado o Calendário Acadêmico, traduzidas em notas. No caso de trabalho em grupo, deverá ser considerado o desempenho individual de cada aluno.

VS – Verificação Substitutiva – avaliação escrita com conteúdo cumulativo, referente a todo o semestre letivo, ofertada ao aluno que a requerer, destinada a substituir apenas uma (01) das VAs perdida pelo mesmo.

VF – Verificação Final – avaliação escrita com conteúdo cumulativo referente a todo o semestre letivo, ofertada após o encerramento do semestre letivo, ao aluno que a requerer, desde que o resultado obtido nas avaliações anteriores tenha sido inferior a 60 pontos e igual ou maior que 40.

  

Pontuação e Critérios para Apuração da Avaliação do Rendimento Escolar

As VAs – Verificações de Aprendizagem serão em número de três (03) no semestre letivo, em cada componente curricular e com as seguintes pontuações:

  • VA 1 = 15 pontos
  • VA 2 = 25 pontos
  • VA 3 = 35 pontos

As OAts – Outras Atividades terão o valor total de 25 pontos, os quais poderão ser distribuídos em várias atividades, a critério do professor do componente curricular.

A apuração dos resultados da avaliação da aprendizagem é assim processada:

  • NS – Nota Semestral – resultado obtido pelo somatório das VAs (Verificações de Aprendizagem) + OAt -Outras Atividades.
  • RF – Resultado Final – é o resultado da avaliação da aprendizagem obtido pelo aluno por meio da média aritmética simples entre os resultados da Nota Semestral (NS) e Verificação Final (VF), em
  • cada componente curricular, cuja pontuação mínima de aprovação deve ser de 60 pontos.

As médias dos alunos serão calculadas de forma automática pelo Sistema Acadêmico, permitindo-se arredondamento.

Oportunidades de Recuperação da Aprendizagem

A recuperação de aprendizagem é processual e se dará durante o período letivo, sendo realizada por meio de OAt - Outras Atividades e/ outros meios que o professor definir em seu planejamento . 

 Autoavaliação

A UninCor conta com uma Comissão Própria de Avaliação – CPA, autônoma na forma da lei e independente de vínculo com qualquer órgão colegiado ou diretivo da universidade, com as atribuições de condução dos processos de avaliação internos, de sistematização e de prestação das informações, visando à constante melhoria da qualidade do ensino ministrado.

A CPA é constituída, tanto a composição quanto a coordenação, por ato da Reitoria ou por previsão no seu próprio regulamento, assegurada a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada, e vedada a composição que privilegie a maioria absoluta de um dos segmentos.

Serão etapas da auto avaliação do curso:

  • Definição de indicadores e fontes para a compreensão do diagnóstico.
  • Definição dos instrumentos a serem utilizados.
  • Desenvolvimento da auto avaliação.
  • Identificação de problemas e conquistas.
  • Identificação de soluções.
  • Divulgação e discussão dos resultados.
  • Elaboração de Plano de Ação.
  • Acompanhamento / Controle.

 Formas de Acesso

Enem

A modalidade de ingresso via ENEM se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A modalidade de acesso via ENEM contemplará os candidatos que quiserem utilizar sua nota de um dos 4 últimos exames aplicados do ENEM. O candidato deverá informar o ano de realização do ENEM e a nota obtida na redação, que será validada automaticamente pelo sistema.

Provas On-line

A modalidade de ingresso via prova online está disponível para todos os cursos de graduação ofertados, tanto presenciais como a distância. A Prova Online é composta de uma prova de redação a ser realizada online que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório.

Provas Agendadas

A modalidade de ingresso via prova agendada se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A Prova Agendada é composta de uma prova de redação a ser realizada em data previamente escolhida pelo candidato que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório.

Vestibular Tradicional

A modalidade de ingresso via prova tradicional se aplica a todos os cursos de graduação, presencial ou a distância. A Prova Tradicional é composta de uma prova objetiva de 30 questões de múltipla escolha e uma redação, que visa aferir o domínio da habilidade de expressão escrita em seus diversos aspectos e consiste em uma interpretação de texto ou dissertação e terá caráter classificatório e eliminatório