ptenes

defesa mestrado 201801Nos dias 08 e 09 de fevereiro, quatro mestrandos do Programa de Mestrado em Letras da UninCor defenderam suas dissertações.

Moema Sarrapio, na dissertação “Página infeliz da nossa história”: uma leitura dos álbuns Construção (1971) e Sinal Fechado (1974), de Chico Buarque, analisa as estratégias discursivas do compositor para driblar a censura à sua produção musical, a partir de um referencial crítico-histórico, ressaltando os dois discos citados. A dissertação foi orientada pela Profa. Dra. Cilene Pereira e se associa à linha de pesquisa Literatura, História e Cultura. Além da orientadora do trabalho, a banca foi formada pelos professores doutores Luciano Cavalcanti e Juliana Gervason.

A dissertação Posições discursivas e construção das imagens dos sujeitos educadores no filme Como estrelas na terra – toda criança é especial, de Miriã Siqueira, aponta uma leitura discursiva do objeto proposto a partir da análise do discurso de Pêcheux. A dissertação, associada à linha de pesquisa Discurso e produção de sentido, foi orientada pelo Prof. Dr. Renan Mazzola, que compôs a banca de defesa junto com as professoras doutoras Thayse Guimarães e Emanuela Silva.

A dissertação de Joseli Fernandes, “Através do meu canto o morro tem voz”: o discurso de resistência no rap de Flávio Renegado, observa como a figura do rapper mineirose torna uma espécie de griot moderno, empreendendo um discurso de identificação, de memória e de valorização de sua comunidade. A dissertação, orientada pela Profa. Dra. Cilene Pereira, se associa à linha de pesquisa Literatura, História e Cultura. Além da orientadora do trabalho, a banca foi formada pelas professoras doutoras Juliana Gervason e Terezinha Richartz.

Elaine Rodrigues, na dissertação “Não tem como segurar essa ventania: afirmação identidade negra em Filhas do vento, de Joel Zito Araújo, defende como o cineasta mineiro, por meio do uso crítico de estereótipos associados aos negros, desconstrói o mito da democracia racial brasileira e afirma a(s) identidade(s) negras no filme objeto de estudo. Orientada pela Profa. Dra. Terezinha Richartz e associada à linha de pesquisa Literatura, História e Cultura, a banca teve a participação ainda dos professores doutores Marcos Alexandre e Cilene Pereira.

É importante lembrar que as dissertações de Joseli Fernandes e Elaine Rodrigues estão também associadas às pesquisas do Grupo de Pesquisa Minas Gerais – Diálogos, liderados pelos professores doutores Cilene Pereira e Luciano Cavalcanti. O grupo está, desde 2011, cadastrado no Diretório de Grupos de pesquisas do CNPq e tem desenvolvido pesquisas sobre o espaço discursivo, cultural e literário de Minas Gerais.